quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Tudo era apenas uma brincadeira...

E foi crescendo, crescendo me absorvendo...♪"
Já cantava Peninha em 1976 e embalou essa brincadeira toda.
Minhas primas estavam começando sua adolescência e já começavam com aquelas 'bobeiras' e paixonites por meninos e morriam de medo e vergonha de chegar junto dos pimpolhos.
Era a bola da vez, um garoto que era a coqueluche da escola, um tal de Gedson que tornou se a paixão de minha prima Kátia, na época, minha casa era uma das poucas casas que tinham telefone e com a ajuda da Solange a sua grande comparsa de feitos amorosos, passaram a ligar todas as tardes para o pobre príncipe. No início ligavam e quando ele atendia, elas desligavam e davam risadas, mas depois a Solange que era mais ousada começou a conversar com ele, criando uma personagem e falando zilhões de coisas. Era engraçado, pois o que uma menina de 11 anos, a mando de uma menina de 12 anos, poderia falar para um garoto de 12 anos?  tudo muito complexo. Só que isso durou muito tempo e como não existia identificador de chamada foi tomando proporções gigantescas, creio que a própria Solange, também era apaixonada não confessa do Gedson, só não dizia nada para não magoar a Kátia.
Mas o incrível de tudo isso, é que a paixonite da Kátia, se perpetuou até seus 18 anos, só que já uma pré adulta (existe isso?) ele foi conquistando o seu príncipe encantado a ponto do moçoilo pedi-la em namoro.
Quando ele a pediu em namoro todo apaixonado, ela olhou pra ele bem nos olhos pensou por alguns minutos e disse....... NÃO!
Acho que a graça do Gedson era ser intangível, depois o encanto se acabou ou então a Kátia era louca mesmo!
Não tenho foto exata da época só de antes ou de muuuuuuito depois.
Mas da pra ver que continuamos muito unidos




















Ah claro!! a música lááá do inicio, bastava a Kátia ouvir, pra cair em prantos... e depois a gente fala dos Emos de hoje... tsc tsc tsc!

13 comentários:

David ®... disse...

ai gente..Gedson? isso lá é nome de principe encantado? de sapo talvez..rs

bjão

PS: e a conta de telefone, quem pagava? hahaha

PS:² eu morro mas não confesso que fiz mto isso de ligar e bater o telefone.

Edu disse...

Descobri que eu sou emo! Com todo orgulho!

Gédson é nome de cafuçu... Manda lá pro DO que ele gostcha!

Heloisa Pinhatelli da Silva disse...

Essa vida de adolecente não é fácil mesmo. Mas que ela poderia ter tirado uma casquinha antes de dizer não, ah, isso podia!

Tati disse...

Tb concordo com a Helo....deve ter ficado com vontade, tenho certeza! hahahaahah
Beijokas
Tati

DO disse...

E vai dizer que naquela época ,em que a gente descobria o "amor" não era o maximo? rsss

E que história é esta de eu gostar de cafuçu??

rss

Só o Edu mesmo.

Abração,DAVID!

lahti shirley disse...

aa o amor!! aahh o amor!!
hahahhahahahhaha

bjs

david era uma vez... disse...

Eu to achando que ta todo mundo se identificando com essa historinha!! sei não!

Mas esse cafuçu ja passou da validade pro DO... o principe ja virou sapo a muito tempo, tá com 46anos, se ainda estiver vivo!

Mas o rapazinho era bonito mesmo... a fama fazia jus!

Claudia disse...

Menino,eu estou aqui no seu blog a mais de quatro horas,não consegui terminar de ler tudo não,mas não consegui parar de ler e de rir,principalmente com sua familia de tenores,meus avós tb eram espanhóis e minha mãe veio pra cá com 6 anos e se chama Carmem,sei bem o que vc passou,e como não podia deixar de ser tb não fugi a regra dos altos decibéis

Ana Paula disse...

Com certeza tá todo mundo se identificando com a história sim, David!
Eu aos 12 anos ligava todos os dias para um cara de 21 que eu conhecia só por telefone. Batíamos altos papos (se é que aos 12 anos isso é possível...).

Abraços!

Renato Orlandi disse...

AHsuhuhsausa... a graça de alguns homem mesmo é justamente essa, de ser in-alcançavel, descobri isso... BJo!

Aline Camargo disse...

Hahahaha!

Adoro suas histórias e memórias...

Querido, como faço prá mandar um selo ao seu blog?

Abs,

Aline Camargo disse...

Dav´s,

Mandei no seu hot o selo, ok?

Valeu pelo comment, vc é mega bem-vindo no meu cantinho!

Abração,

Elaine Castro. disse...

Eita fase boa, bem não sei quantos aos outros, mas esta foi uma das melhores fases da minha vida. Sempre caio naquela frese piegas: eu era feliz e não sabia, rsrsrsrsr.
E vejo como você gosta da sua família e tem muitas histórias legais para contar, faz-me lembrar da minha, eu também sempre fui muito unida com meus primos, hoje em dia por causa da distância, correria, casamentos, etc, não existe a mesma frequência da fase adolescente, mas sempre que possível nos reunimos e rimos à beça desta época.
Beijão.