sexta-feira, 23 de julho de 2010

Pé de Valsa

Desde criança sempre tive problemas sérios em dançar acompanhando o ritmo de alguém. Dançar só fazendo o que der na telha. Ai, é fácil.
No meu inicio de adolescência no 'fervor' da era Disco era muito comum irmos em discotecas e aquele povo dançando todos juntos fazendo rebolados, levantando o bracinho e virando a perninha. Eu era uma desgraça, vira pro lado errado, levantava o braço quando as pessoas mexiam a perninha e mexia e pernona(nunca fui pequenininho) quando estavam apontando o dedinho a lá John Travolta, para o teto.
Passou se o tempo e eu me conformei com minha dislexia dançante.
Chegou a época do Axé music, estava magrinho e conseguia absorver a coreografia boba que as bandas tinham.. mas detalhe, se eu começasse a dançar e as pessoas começassem a me copiar... danou-se... eu me dava um nó e perdia tudo.
Desisti totalmente disso. não nasci pra dançar.
A 3 anos atrás, minha prima Patrícia resolveu me convidar para irmos a um clube de Salsa e Merengue ( Buena Vista Club ). Disse muitissimo bem de lá, falou que iríamos nos divertir dançando com todo mundo (eu dançando com todo mundo, certo...sei).
Para não contraria la e sacando que eu iria me dar muitissimo mal... liguei para o Omar um amigo meu, que toparia qualquer loucura do género. Claro não deu outra, ele topou. Sai da casa do Omar e passamos na da Patrícia, achei estranho que ela estava com uma bolsa enorme, mas enfim cada louco com sua mania. Lá fomos nós para o Buena Vista. O lugar era lindo, mas de imediato me assustou, vi uma porção de casais dançando na pista feito "Dança dos Famosos" e pensei: Vixi! eu mi Phody! Mas o Omar e a Patrícia ja entraram delirando no clima... -aaaahhh vocês precisam ver tem um professor que ensina todo mundo a dançar salsa, todo mundo da passinho junto. - Gritou a Patricia entusiasmadíssima.
Vou dizer que nessa hora pensei em fingir um desmaio e acabar com minha agonia. Mas sentamos na mesa. A Patrícia logo pediu uma cachaça, o Omar acompanhou a ousadia da garota, pediu também e eu uma coca Zero (tá, sou viadinho que não bebe alcool e nem coca açucarada! e dai?) E os dois lá no copinho da cachaça... -Vamos la dançar David! Eu vi que era uma musiquinha mais lentinha e pensei que era melhor hora pra fazer minha pequena participação dançante! Lá vai os 3... não sei bem como iríamos dançar de 3, visto que todos os "dançarinos famosos" estavam em casais. Arrisquei 2 passos... errei 10 e passei a lady Botafogo pra Mister Baryshnikov e fui sentar... e la ficaram os 2 dançando tudo errado, mais nem ai com a torcida ou os jurados (tenho certeza que pelo empenho dos casais, deveria ter uns jurados camuflados nas mesas).
Os 2 voltaram pra mesa animados... e dále cachaça que não acabava nunca no copinho, foi quando eu reparei que a bolsa grande da Patrícia tinha uma garrafa de pinga que ela trouxe de casa ( prima modelo econômico com amigo modelo vai atrás) e discretamente ela completava o copo deles.. e eu na minha coquinha zerinho, rezando pra que nenhum garçom visse a gáfe dos 2.
Chega a grande e magnifica hora do tiozinho ensinar a todos a dançarem juntinhos. Olhei pro tiozinho, ou melhor, vamos dizer que era um tiozão, pesava 7 arrobas tranquilamente. Todo mundo, como por um encanto do flautista de Hamelin, vão para a pista copiar as acrobacias do tiozão 7 arrobas. Eu fui? claro, eu fui... se o tio era maior que eu e conseguia, por que não tentar?
Como eu sou besta.. minha esperança de ser um bailarino salsa e merengue demorou 6 segundos até eu bater de encontro com minha prima Ana Botafogo de frente! fui pra mesa, fiquei admirando meus bailarinos prediletos... virei um dos jurados imaginários e dei nota 10 pra Mr.Barish e Mrs.Bota.

Eu e Patrícia num momento Bailarinos do Municipal 


6 comentários:

Anônimo disse...

Ahahahaha, foi muito divertido!! Lembro tão bem que dancei até morrer!! Foi um período que me achava a gitana Sandra Rosa Madalena, ahahaha.Uma noite embalada na cadência latina e na DEcadência etílica!!! Bem , soy yo!! besos!

Heloisa Pinhatelli da Silva disse...

Ah, carregar cachaça na bolsa? Essa é das minhas!

Tati disse...

Adoreiiiii....essa com certeza foi uma das mais divertidas!
David, sériooooooo, lança um livro

Beijokas
Vou fazer a torta amanhã, bem que vc podia fazer um post pra ilustrar néammm!
Tati

Markinhos Psy disse...

Muito bom, rsrs..
Acho que dançar é questão de pegada e de envolvimento quando se trata de dua pessoas dançando juntas.. Obvio.. rsrsrs
..
Por isso que eu prefiro rave, danço de qualquer jeito e ninguém ta pouco ligando.. rsrs
=D

fabers disse...

tem até foto !!! rs....

ai, dançar (bem) deve ser muito bom! requebrar pra lá e pra cá!

sério....vc tem cada história!
concordo com a Tati: escreve um livro!

=*

Simplesmente disse...

eu imagino vc dançando axé...kkk sua cara!
e +, levar a pinga na bolsa????????? uiauiauaiaaiai
no comment´s! kkkkkkk