segunda-feira, 12 de julho de 2010

Nhoques com tendencias árabes

Ontem, eu tive uma horinha pra pensar, criar e executar algo diferente, gosto de inventar e misturar sabores, acho que carrego meu lado químico em algum lugar esquecido.
Testei um Nhoque de Beringela com molho de tomate, abobrinha e tahine e outro com molho de casca de beringela, coalhada e tahine
Do que se trata? bem alguém me falou em algum dia e algum lugar sobre nhoque de beringela. Claro que, se eu não lembro quem disse ou da situação.. eu não lembro da receita. Mas fiquei pensando de que jeito seria coerente fazer, visto que nhoques são complicados quando os ingredientes tem muita agua ( você acaba pondo muita farinha e perdendo o gosto).
Vamos as experiências:
Coloquei duas beringelas no micro-ondas para que cozinhassem.
Tirei a polpa com uma colher e reservei a casca. Depois deixei a polpa mais um tempo no micro-ondas para reduzir a agua. Bati a polpa no liquidificador, deu um certo trabalho, pois ficou um pure consistente, acrescentei um tiquinho de pimenta síria (ela deixa uma lembrança de canela), sal e fui adicionando a farinha. Não quis deixar em ponto de nhoque normal, deixei a massa mole, queria a menor quantidade de farinha possível para que a beringela se sobressaísse.
Peguei duas colheres de chá pra ficar modelando a massa e jogando direto na panela com agua fervente ( acho que se usasse colheres de café, o resultado ficaria melhor).
Quando eles cozinham, sobem boiando na agua e é só tirar com uma escumadeira.
Os molhos, apesar dos ingredientes, são simples para valorizar a massa.
Numa panela eu piquei uma cebola grande com 2 dentes de alho coloquei com uma abobrinha cortada grosseiramente, temperei com pimenta do reino e sal. Acrescentei molho de tomate, o meu confesso, usei um pronto(pura preguiça). Por ultimo 1 colher de tahine. (aquela pasta árabe de gergelim ).
Um 2ºmolho é totalmente diferente e interessante de se provar.
Lembra que eu disse pra reservar a casca da beringela? pois então vamos lá:
Pique a casca da beringela em fatias muitíssimo finas, use uma boa faca de corte.
Em uma panela, refogue com um fio de azeite, uma cebola bem grande e bem picada, um dente de alho e a casca da beringela. Coloque 1 colher de tahine e um copo de coalhada ( eu usei ela entre fresca e seca), desligue o fogo, acerte o sal e uma pitada de pimenta síria.
Feito!
Dois jeitos de comer um nhoque com tendencia árabe. Note que é uma receita vegetariana, o primeiro molho é totalmente vegano.
Perdi a foto com o molho de coalhada, não faço a menor ideia onde foi parar! Mais uma divida... da proxima vez tiro foto dele.

5 comentários:

Simplesmente disse...

hahahahaha as fotos!!!! vc não existe msm Nenem... amo!

Tati disse...

humm q fome!

david era uma vez... disse...

Nilza, receita sem foto fica chocha...

Tati... por que vc não faz pro marido? inverta a cena!

DO disse...

Minino,eu não sabia destes seus dotes culinários,rsss. Fiquei com agua na boca.

Ah,aproveitando,vc me pediu a receita da quiche de damasco ( séculos atras ... )e eu esqueci mesmo de te mandar.

Mas vou corrigir isto .

Abração!

Déia disse...

Meu! Isso é muito complexo para mim! Preciso de um curso de culinária para leigos, depois posso fazer um prato tão gourmet quanto esse que vc fez.... Nhoque com berinjela... Huh! que metido o senhor!! :P rs