terça-feira, 17 de agosto de 2010

Preenchendo lacunas

Vamos combinar que estar gripado, não é só estar com as vias aéreas congestionadas, acho que até meu cérebro também esta entupido. Então para não ficar tanto tempo sem nada por aqui e não dar aquele ar de blog abandonado, vou deixar um 'trocinho' que escrevi a 15 anos atrás, alias o único que sobrou de um punhado que perdi por conta de um HD infectado.

Eu sou o que sou
nem uma pedra a mais
Nem um pelo a menos
sou transparente o tanto
que um ser humano pode ser
Tenho uma linha
que pode ser torta para alguns,
mas é a linha que eu sigo
desde que a risquei
Portanto, sou diário
que não tem cadeado
onde todos podem ler
só, que para isso,
precisam entender a minha letra

David Ramos


Francamente, este post esta muito narcisista.....

7 comentários:

Tati disse...

Ai Adorei David..como vc é poeta, não conhecia esse seu lado..
Viuuu bora a memória para funcionar e lembre de seus causos para a gente dar risada!!!
Beijokas
Tati

Renato Orlandi disse...

HAUshausha narcisista não, coisas de resfriado hehehe, adorei o poema, tenho que adotar essa postura, melhoras p ti! Abraço!

Diego Hatake disse...

Que lindo esse poema! Sério mesmo, muito bom. Eu não tenho dom para poemas, só sai merda. Admiro demais quem consegue escrever coisas assim. Beijo! Fui! =*

Sandra =^.^= disse...

Pelamordedeus, nem me fale.
Eu sou a ansiedade em forma de gente.
Te agradeço de coração, mas quero não. A minha já está me matando.
Bjos querido, uma boa noite pra ti.

Tania Forti disse...

Melhoras!
Gostei do poema, não achei narcisista, é bom conhecer mais de você!
Se cuida
bjus

Cida Lopes disse...

Olá amigo,
Adorei o trocinho que você escreveu,me identifiquei muito com ele e depois de saber que as pessoas mais xuxu belezas estão aqui eu só poderia fazer parte,já estou te seguindo.Beijocas no coração!

Cristiano Contreiras disse...

és o que és, pura intensidade, puro homem sonhador.