terça-feira, 3 de agosto de 2010

Eu e meus presentes

Vamos dizer que eu nunca tive uma linha de presentes muito coerente, tanto na minha infância como na minha adolescencia.
Devo ressaltar que sou o irmão caçula raspa de tacho ( quando um irmão tem 13 anos e o outro 10 anos a mais que a gente )
Meu primeiro pedido de presente, lembro bem que era um Pebolim... eu nem fazia ideia do que se tratava um Pebolim, mas meus irmãos mais velhos, me usaram pra pedir o presente para meu pai e eu como um marionete pedi um PEBOLIM... Meu pai todo feliz comprou o tal PEBOLIM, fui com meu pai e meu irmão do meio comprar, mas meu irmão esperto, sabia que se eu visse o que era um pebolim mudaria de ideia, disse: fica no carro, assim fica a surpresa do presente! o marionete obedece seu títere, fiquei no carro. Chegou o dia de Natal e fui todo feliz abrir o meu ma-ra-vi-lho-so presente... O PE-BO-LIM OOOOH um Pebolim.. eu olhei para aquilo e disse: - isso é um Pebolim? meus irmãos pularam em cima do presente e já foram montar o mastodonte e foram jogar, nem se preocuparam em me ensinar. Logo perdi o interesse, minha mãe que já tinha sacada a malandragem dos mais velhos, tinha comprado outro presente pra mim, um fusca vermelho de controle remoto com fio (ÔÔÔ eu sou velho, lembrem disso).
Os anos subsequentes eu continuei pedindo presentes influenciado pelos irmãos mais velhos, nos anos seguintes pedi uma mesa de ping-pong, um autorama e por ai vai... claro que depois acabei usufruindo dos mesmos.... mas já como uma coisa usada tipo passado de irmão pra irmão.
Mas minha adolescência, não foi muito louca.. eu comecei a ser o adolescente estranho... chegou meu aniversário de 13 anos pedi pra minha mãe um mimeógrafo, no de 14 anos pedi uma centrífuga (aquela de fazer sucos), depois pedi sorveteira, iogurteira, maquina de moer carne. Pedi até um forno "Sanyo". Minha mãe era acostumada com minhas esquisitices.
Vou confessar que até hoje sou assim, basta saber que o Clark me deu no dia dos namorados uma batedeira Planetária e eu delirei!!! (♫ Amélia não tinha menor vaidade...♪)


OOOO PEBOLIM MARAVILHA

Meu presente consolação, que eu adorei!!


Forno Sanyo, para os jovens, o micro ondas


Os titeres e o marionete a 2 anos atras.... ta bom que eu to magrinho.. numa das minhas fases sanfona!

8 comentários:

Adriana disse...

Dia dos namorados do ano passado, pedi ao marido uma serra tico-tico e ele achou o presente bizarro...nem lembro o que ganhei. Se tivesse ganho o que pedi, lembraria pro resto da vida.

Dia 22 foi meu aniversário. Meu tio perguntou o que eu queria ganhar. Pedi um balde de tinta "tímido florescer", da Coral. Ele olhou pra mim com cara de assustado. No dia, me deu 300 reais dentro de um envelope.


Não me perguntem mais.
Não peço mais nada.

Tati disse...

Ai David...hahahahahaha
Adorei....
Você e seus presentinhos engraçados.....já sei o que vou te dar de níver....
beijokxx

Buscando uma Saida disse...

Vou te confidenciar um segredo sou o filho caçula e sempre quis ter irmãos mais velho, para conversar, ou passar por uma experiencia como a sua!
Tenho irmãs mas é diferente, elas sempre me bajularam.
Naum acho que seja esquito querer coisas diferentes, só acho que voce é criativo até para ser presenteado meu amigo!
Eu tenho um amigo que é pervertido e ele gosta de ganhar calcinha usada de mulher, segundo ele os melhores presentes de sua vida.
Um dia, no dia de seu aniversario cada amigo que tivesse irmã ficou incumbido de lhe proporcionar tal "prazer"!
Bizarro naum acha?!?!?!? rsrsrsrsrsrs
abraços meu amigo

fabers disse...

David, como você é esquisito!

DO disse...

Rsss,to pasmo com os presentes que vc pedia,rsss
Isto é que é uma pessoa prendada mesmo,rss

Abração!!

Simplesmente disse...

credo!!
do lar... iuaiuauiaiaaiu

david era uma vez... disse...

Nilza eu duvido que vc saiba o que é um mimiografo.... né?

fabio disse...

Hahhahaa
Engraçado ler a história, porque eu sou o irmão mais velho (de 3) e no natal sempre ganhava 3 presentes. Injusto, eu sei, mas quase consigo lembrar o grau de satisfação :D