quarta-feira, 30 de junho de 2010

Quando minha feiticeira era esta!

A Feiticeira com Elizabeth Montgomery, foi uma referência muito grande na minha infância, passava horas imaginando como seria minha vida, se eu tivesse os poderes dela e de sua família.
Adorava os encantamentos de Endora e todos o seus gestuais ao fazer um encantamento para aporrinhar seu genro James. Achava tudo tão fantástico, nem percebia quão era rudimentar os efeitos especias. Mas acho que na época, ninguém era tão exigente como é hoje em dia.
O seriado "A Feiticeira" contava as aventuras e desventuras de uma bruxa que abdicou seus poderes em prol de um casamento com um mortal, que por sinal um mortal muito do machista, ja que a proibia de usar seus poderes, pelo simples fato de não os te los. O engraçado de tudo era ver Samantha, lidando com os familiares que viviam pra boicotar seu casamento.
Tinha outro seriado que passava também na época, era "Jeannne é um Gênio", tinha quase as mesmas ideias, mas não sei o por que não me agradava tanto.

Samantha mexia seu nariz e as coisas se resolviam ou pioravam

Samantha, James e Endora no eterno conflito de Sogra e genro

Elizabeth Montgomery, faleceu em 1995 aos 62 anos, nunca mais conseguiu repetir o sucesso de Samantha, ainda bem que ela deu o seu rosto ao personagem. Tornou se realmente imortal na memória de muitos fãs.
Nota: Estou fazendo um poster, para por em meu quarto, com varias fotos dela. Quando estiver pronto coloco a foto dele aqui

5 comentários:

Tati disse...

eu adoro essa mulher, não passa mais né???

david era uma vez... disse...

Pois é deve passar em algum canal por assinatura... mas o bicho e baixar todos os episodios gravar em DVDs e passar um fim de semana todo assistindo.
tomando chocolate quente e comendo aquela pipoca picante

Tati disse...

hummmm verdade, esse chocolate é TD de bommmmm

david era uma vez... disse...

Que bom que eu tenho uma grande variedade de leitores no meu Blog... tem vc e eu, os melhores do mundo! hahahahah

Tati disse...

Concordoooooo......os mais mais phinerrimos.