domingo, 6 de janeiro de 2013

Os primeiros passos do seu filho

Quando engatinhar para seu filho é pouco e você o pega pelos bracinhos e ensaia os seus primeiros passos,  cada passo que ele dá é uma alegria tão grande pra você e uma conquista enorme para ele.
Passa-se os anos, você já nem lembra mais como era fazer isso, mas de repente você se vê novamente nessa conquista dos passos, só que os sentimentos não são tão simples, você esta feliz, mas por que chora tanto? Seu filho esta dando os passos para direção que sempre desejou, esta caminhando para um lugar ao sol, mas suas lágrimas são de felicidades? Sim são de felicidades, porém existe um misto de medo, tristeza de vê-lo partir para longe, de não estar perto quando ele precisar.
Porque de toda essa história?
Meu filho Yan esta de mudança, esta mudando para Buenos Aires para estudar e jogar Rugby, esta que não se contem de felicidade, toda sua ânsia juvenil sua sede de conquista transborda por todos os poros, impossível  nós pais não ficarmos contagiados.
Mas meus sentimentos são tão loucos, pois para cada sorriso de felicidade e orgulho, um nó no peito e na garganta surge, tenho certeza que sua mãe esta assim também.
Mas engolimos todos os temores e só desejamos o melhor!

Yan boa viagem!
Faça o seu melhor
Estamos orgulhosos de você, sempre!!
Seus pais, sua mãe, seus irmãos e suas avós torcem por você!
Vai fundo garoto!







Minha mãe, que nos últimos 4 anos conviveu com ele diariamente, 
pois ele resolveu morar com ela em São Paulo, esta murchinha,
pra ela é mais difícil pensar no Yan 5 anos fora.


12 comentários:

Nan Soares disse...

Nossa Da , que Lindo !!!
você é mesmo um paizão :D
# boa viagem Yan e boa sorte O/


Diego Hatake disse...

Eta corujisse da boa... Adorei!
Uma coisa que percebo é que crescer não é fácil pra quem cresce, muito menos pros pais. Imagino a emoção que está aí, já que isso lhe motivou até a postar no blog. Bem, que seu filho se dê bem nessa nova jornada. =)

PS: Rugby? Sério??? Perdão, não quero ofender nem nada mas... Uau!!! XD *fã de rugby - preciso nem falar por quê, né? XD*

Inaie disse...

Ah DAvid, é dificil demais a gente ver o filhote sair do ninho, assim, depois dessa trabalheira toda, né?
Imagino a avó, como deve estar desesperada!

Minha filha só tem 16 anos, mas vai passar esse semestre no Brasil com os avós. E eu já estou me descabelando aqui...

Boa sorte e sucesso, Yan!!!

SANDRA disse...

Ahhh amigo....a vida nos prega dessas peças.....mas temos que deixar nossos filhotes tomarem nossos rumos.
Minha filha veio morar em Brasília (somos de Porto Alegre), passou em um importante concurso e foi nomeada.....me arrastou junto!
Não me deixou ficar sozinha por lá...

Que teu filhote amado seja muito feliz em seu novo caminho....

Fique bem!
Beijinhossssss

Luana disse...

Yan, Flight away, skyline pigeon fly! E nao esquece de trazer presentinhos pros pais, mae, avos, irmaos e todo o resto quando voltar ao Brasil praquela visitinha basica.

Madi Muller disse...

Ah,a síndrome do ninho vazio..tb já tô me preparando,minha filhota tem 17,faz 18 em março e já me avisou que será uma cidadã do mundo....

David Ramos disse...

Meu ninho ja está vazio há um bom tempo..
Um mora no Rio e os outros 2 moravam em São Paulo...
Mas agora com essa de um deles querer ir para fora do pais... isso é phodis.. seu controle sobre a situação fica quase zero!

Anônimo disse...

Sei bem o que é esse sentimento. Meu filho está na europa há um ano. Vem passar alguns dias agora no final de janeiro. Estamos contando os dias e as horas! O maior medo é que ele não volte mais. Enfim, fazer o que?

Palavras Vagabundas disse...

David,
é contraditório nossos sentimentos mesmo, um misto de orgulho por ver nossos filhotes tomando decisões e indo embora e um grande sentimento de abandono. Isso passa.
Yan vá para o mundo seja muito feliz!
bjs
Jussara

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Amo estas memórias ... vc tem muitos motivos para se orgulhar ...

bjão

O filho da Chiquita. disse...

Boa sorte pro Yan!
E cuidado com Buenos Aires, que segundo minha mãe, quando não mata. aleja! Diz ela que eu saí de lá tetraplégico! KKKK
Brincadeira, boa sorte, ele vai adorar! ;)

DO disse...

Espero que ele esteja se dando bem por la,David. Imagino a saudade de vcs.
Abração!!