quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

A tá!

Véspera de ano novo, todos na piscina do sitio, eu cuidando de alguns detalhes da ceia da noite.
Entra o Clark na cozinha todo felizinho com algumas cervejas tomadas e me pergunta porque eu não paro o que estou fazendo e vou ficar com todos lá fora. Digo que já estou terminando e que vou pra lá.
Nisso ele diz:
-Eu estou contando pra eles umas histórias! Você sabe que meus pais vieram de outro pais, né?
Eu fiz uma cara de pirulito de desenho animado americano e ele continuou:
-Sim vieram do Japão!
Minha cara deve ter dobrado o tamanho do pirulito.
Ai eu pensei, porra o Clark deve estar muito bêbado, contar uma "mentirinha" desse tamanho e achar que todo mundo vai engolir, ele está preste a entrar em coma alcoólico!
Ai o Clark vendo minha cara de paisagem do Saara diz:
-David, era eu que amassava a massa do pão, já disse isso pra você!
Eu cai do estase e falei:
-Calma, calma, calma... do que estamos falando?
Ele:
-Meus pais vendiam pão!
Eu:
AAAAA tá!!! achei que você tinha extrapolado sua coerência de mentirinhas de bêbado e todo mundo lá fora estava pior que você!
O filho de japoneses


5 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

kkkkkkkkkkkkkkk ... então ele sempre pegou na massa né? entendo!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

bjão aos dois e um feliz 2013

Edu ardo disse...

Por isso que ele te chama de bolo fofo? Liga não, qualquer coisa lembre-lhe sobre a (alegada) pequena anatomia dos nipônicos. :-)

Madi Muller disse...

David,há quanto tempo eu não lia um postzinho teu...e esse me matou de rir,mas tá bem boa essa foto,hein?Benzadeus!!!!!!

Palavras Vagabundas disse...

Voltou?? Que bom!!! Rindo muito...
beijos
Jussara

Inaie disse...

HAHAHHAHA!!! O seu blog tem que mudar de nome. Ele tem que ser: só acontece comigo!!