segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Minha outra mãe, Bloody Mary

Em 1998, conheci em uma festa de um grupo de amigos da internet, uma moça de atitude, Rejane. Logo de inicio me chamou a atenção, pois a festa que estávamos era predominantemente de adolescentes nerds (tá, nós éramos nerds adultos, ok ok ok) foi uma empatia rápida e uma garantia de gargalhadas.
Essa amizade cresceu muito rápido. Como participávamos de um grupo de RPG (Role Playng Game), tínhamos nikcnames, no qual muitas pessoas até hoje nos conhecem e chamam. Ela, Bloody Mary e eu Old Tiger ( eeee, agora ja sabem o porquê do meu nome).
Bloody se apaixonou por um amigo nosso que era o Vampirão, que digamos, era mais tranqüilo que o normal para qualquer coisa e Bloody o oposto totalmente. Bloody sempre foi aquela que anda na frente, grita, manda, faz, executa, corta a cabeça, a personificação da Rainha de Copas da Alice no Pais das Maravilhas e Vampirão esta mais para o coelho branco do mesmo filme, só que nunca está apressado. Eu e minha ex-mulher Jane, que nessas alturas tinha o nick de Lady Jane, tivemos um trabalho danado para fazer o casal unir-se e manter-se unido.
Em um dos nossos delírios começamos a criar uma árvore genealógica e eu que viajo absurdamente na maionese, criei que Bloody seria minha mãe, eu era fruto de um relacionamento de Bloody com o Martelo de Thor. Ou seja Thor rachou o crânio de Bloody com seu martelo e de lá saiu Old Tiger, isso me fez ser neto de Thor e bisneto de Odin, super viagem!
Eu e a Jane somos padrinhos de casamento de Bloody e Vampirão, que após o casamento passei a chama-lo de Pai-pirão.
Tão me acompanhando?
De todos as viagens e apelidos e coisas loucas, a única coisa que ficou foi o costume de chama-la de mãe, meus filhos a chamam de vó, tanto que eles sempre classificam, Vó Lourdes, Vó Carmen e Vó Bloody.
Eu esqueço da incoerência do fato, as vezes ando com ela por Indaiatuba e encontro com algum conhecido e a apresento como minha mãe, dependendo da pessoa, sorri amarelo e sai de perto, outras dão risada e esperam a conclusão da piada e eu não concluo.
A incoerência é o fato de Bloody/Rejane ter 7 anos a menos que eu, isso torno mais divertido pra nós e mais incoerente para os outros.
Bloody e Vampirão estão casados a 10 anos ( pra ver como opostos dão certo) e ja me deram dois irmãozinhos o Gustavo e o Fernando.


AAAA vá que eu não ia criar uma coisa assim!

Uma visita deles o ano passado. Bloody, Vampirão, Fernando e eu

Gustavo não veio, estava a negócios na casa dos avós
Bloody, Vampirão, Fernando e Clark

17 comentários:

Fernanda Iasi disse...

Já tava com saudades! Viciei! Como sempre amei a estoria. Me conta e o casamento, foi legal? Bjo!

Palavras Vagabundas disse...

David, como você bem sabe adoro suas viagens absurdas na maionese, rs
Seu irmãozinho é lindo.
bjs
Jussara

Edu disse...

Também fui apelidado pelo Tigrão! Serei parte da família?

Bloody Mary disse...

Meu filho!!!
Ai, Jesus!! Só vc mesmo!
Morri de rir aqui!
Seu PaiPirão tb leu e deu boas risadas. :oD
Mas, vou colocar vc de castigo, uma semana sem TV, pq me deixou com mais saudades de vc. ;o)
Beijos

P.S.: Tudo bem, vai ficar só 2 dias, pq a foto ficou ótima! De sling e tudo! hahahaha

Cintia Branco disse...

David,

Nos níveis que estou de açúcar, acho que consegui acompanhar a saga. Imagina esse encontro o que deve ter sido, pura nostalgia.
beijos e ótima semana

Neli Rodrigues disse...

Que viagem na maionese...mas que história linda de amizade.
Bjs♥

Paulo Rideaki disse...

David,eu não sei o que é melhor se são os teus contos, ou as suas montagens com as fotos!
Sempre muito engraçadas, aqui a diversão é garantida!
A foto da sua jovem mãe e david bêbê, é muito engraçado, adorei!

Diego Hatake disse...

Ah eu já tive "mães e pais" assim. Pena que perdi contato com eles.

David ®... disse...

chorei de tanto rir com a montagem do bebê...mta criatividade numa pessoa só

bjo SOGRÃO (será q alguém sabe pq vc é meu sogro?..rs)

DO disse...

Depois tem gente que diz que na net nada acontece...
Abração,David

Cores da Crise de meia idade! disse...

Lindo e sensível!
Continue as pinceladas!!
bjs

o Humberto disse...

Então vc tb viaja na maionese, rs... Isso explica a afinidade, hehehe.

Que bacana que o casal deu certo.
Abs!

Morena disse...

Amei o texto e as fotos. *__*
Aliás, amei tudo aqui!


Beijão!

Ana Beatriz disse...

Old,
adorei... Que saudades que me deu daquela época, daqueles encontros...
Sempre pergunto de vc pro Gangrel, que aliás é o pior informante que eu poderia arranjar...
Paul ainda não leu, mas mandou abraço...
bjs
Aninha Atreides

Claudio Villa disse...

Grande Old Tiger,

Saudade gigante da familia têemica, de você, da Tia Bloody (ela podia ser sua mãe, mas por alguma anomalia genealógica era tia de quase todo mundo.)e do Tio Vampirão.

Foi no aniversário dele que eu e a Aninha ficamos pela primeira vez e dez anos depois surgiria nosso moleque Pedro.

Precisamos nos encontrar, matar as saudades e reunir a familia

D. Paul Atreides ™

Tati disse...

Amei a história David!!! hahahaha morri de rir!! Agora com essa foto vc superou todas! hahaah está muito engraçada!

Linda amizade!

beijokas
Tati

Tati disse...

Amei a história David!!! hahahaha morri de rir!! Agora com essa foto vc superou todas! hahaah está muito engraçada!

Linda amizade!

beijokas
Tati