quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Unidos do Milharal

Passamos o carnaval de 1977 no sitio, foi toda a família, claro que juntou todos os primos e isso, quando acontecia, era um caldeirão de ideias. Resolvemos fazer uma escola de samba. Meu irmão Joanes, não sei por que cargas d'água, trouxera uma bateria para o sitio, na verdade o Joanes tinha uma mania de levar coisas para o sitio que perdia se no sentido do lugar, visto que até prancha de surf ele ja havia levado (nota-se que Mogi das Cruzes não é praia) e ja que tínhamos 'praticamente' uma escola de samba guardada na dispensa de comida (?), porque não fazer uma? Escola de samba, ok? não uma feijoada!
Começamos a planejar a nossa grande escola de samba, bobagem pensar em Bloco carnavalesco, eramos megalomaníacos, ja tínhamos pensado em mestre sala, porta bandeira, ala das baterias (uma), ala das baianas, criamos um samba enredo e as fantasia, claro era o mais legal de tudo! tinhas as matérias primas ideais. As roupas velhas da minha mãe das minhas tias e da minha avó e tínhamos um milharal ( nunca entendi por que meu pai plantou um milharal no sitio, ja que sempre tivemos o sitio somente para lazer, coisas do meu irmão Joanes, que tinha e tem mania de chacareiro) e todas as fantasias eram derivadas de roupas ou de um pé de milho, a ala das baianas era o primor de nossas criações
Com um milharal gigante, como iriamos chamar a escola de samba? Unidos do Milharal, sem sombra de dúvida! crianças entre 9 e 12 anos tem criatividade exalando por todos os poros e nós eramos máquinas criadoras!
Criamos o samba enredo, afinal escola de samba que é escola de samba tem um samba enredo. Na época a Mangueira estava com o samba enredo "Meninos da Mangueira" um sucesso muito grande. como não eramos versados e músicos, criamos em cima dessa música a nossa música. "Meninos do Milharal".
Lembro da Letra até hoje, utilizamos todos os nomes das pessoas que na música original fala, trocamos por nome de nossa família. Ficou assim:

Meninos do Milharal
Composição: meninos do milharal 1977
♪Os meninos do milharal
receberam de natal
um padeiro e uma cuica
que lhe deu Papai Noel
Tio Joanes Sarará
Filho então de Dona Ana
Carnaval ja vem chegando
e tem gente batucando
São os meninos do milharal
David Cachaça e o Mauricel
Mestre Lincola e o Marcelel
E dona Patricia toda orgulhosa
É a primeira mulher da amarelo e rosa
Na velha guarda se reune os meninos 
la na Barraquela,
Abram alas que vem ela
a Milharal toda bela... ♫

Chegou o dia do desfile, chamamos todos os adultos para assistir ao desfile; desfilamos; desafinamos, demos gargalhadas, não sabíamos sambar e daí? foi tão engraçado que passou-se 35 anos e todos nós lembramos tanto da cena como da música. 
Outro dia ouvi o samba enredo original "Meninos da Mangueira" quando ouvi a frase:
♪"...E onde é que se junta
O passado o futuro e o presente
Onde o samba é permanente
Na mangueira minha gente..."♫
Me deu uma vontade de chorar de saudades da minha infância, por que a gente envelhece e perde a ingenuidade?








Nós nos vestimos com roupas velhas e espigas de milho mas na nossa imaginação estávamos assim!


6 comentários:

Luana disse...

Me emocionei... =)

Que lindooooo!!! Pena que nao tem foto, certeza que ficaram melhores que as que voce postou... ;)

E David Cachaca? hahahahaha

Inaie disse...

ta respondido: o pai pklantou o milharal pra incentivar a escola de samba!!

Palavras Vagabundas disse...

"por que a gente envelhece e perde a ingenuidade?" Não sei responder, mas a idade traz o acumulo de lembranças e as suas são ternas e felizes, obrigado por compartilha-las!
bjs
Jussara

Leila da Silveira disse...

Oi David,
muito legal sua história, sem dúvida as coisas boas, legais, que fizemos quando crianças ficam na nossa memória e nos ajudam a sermos adultos mais felizes/melhores!!
Legal você compartilhar isso conosco!!
Bjs e boa semana!
Leila

sol disse...

só de ler,chorei(de novo).Eramos tão felizes...Penso que pelo fato de nossa infancia ter sido maravilhosa,nada consegue igualar àquele sentimento.Obrigada por me fazer reviver isso.
Te amo tanto.....
Abram alas que vem ela a Milharal toda bela...

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

Meninos no Milharal né? Sei! rs