domingo, 15 de maio de 2011

Saias justas que dão para minha mãe

Minha mãe já ganhou algumas saias justas, duas delas, ela jamais esqueceu.
Quando meu irmão Joanes tinha seus 4 anos de idade (1955), minha mãe estava escutando o desabafo de uma vizinha, que chorava, pois seu marido, vivia lhe batendo, minha mãe olhava penalizada para a mulher, dava conselhos, tentava acalma-la na medida do possível e apazigua-la, já que na época era imaginável alguém se separar. Nisso chega o Joanes e ouve parte da história e logo imagina a cena do homem lutando com a mulher e acha legal e não sei por que cargas d´agua vira para as duas e diz:
-Meu pai também bate na minha mãe!
Minha mãe olhou para meu irmão com os olhos arregalados e disse:
-Joaninho! Seu pai não me bate!!!
Meu irmão, achando legal essa historia de luta, replicou!!
-Ele ta sempre lutando com a senhora!!
Minha mãe que ficou com a cara mais sem graça do mundo, pensou "se eu ficar insistindo nisso, essa mulher vai achar que eu estou escondendo dela que eu apanho!"
A mulher olhou pra minha mãe tentou fingir que acreditava na inocência no meu pai, mais fazia cara de "ÉÉÉÉÉ Lurde.... fingi que é heroína, mas leva safanão do marido!", o assunto morreu rápido e ela se foi para casa, feliz, pois sua vizinha levava sova também!
Minha mãe tentou saber o que passava na cabeça do Joanes e ele sem dar muito crédito para o mico da minha mãe, disse que falou porque achou legal ter luta igual os filmes de cinema!

Passaram se 35 anos e minha mãe continuou ganhando saias justas.
Meu filho mais velho o Kim, estava na escolinha cursando maternal ou algo com esse nome, era 1990, sua mãe não poderia busca-lo, como regra da escola avisamos e deixamos o nome de quem buscaria. Nossa vizinha, que estava de carro, já tinha se proposto a ir, então tudo ficou combinado.
Minha mãe, Dona Lourdes a desesperada de sempre, achou que tínhamos esquecido de buscar ou de avisa-la de buscar. Toda solícita, lá foi ela a escola buscar seu neto. Chegando na escola, meia hora antes do horário, como é peculiar da parte dela, avisou a direção da escola que veio buscar seu neto. A encarregada, olhou para a planilha, achou estranho, pois não estava o nome dela. Minha mãe toda segura de si, disse:
-Sem problema, eu sou a avó do Kim, é só traze-lo que ele vai dizer quem eu sou!
E assim foi feito, veio a tia com o pequerrucho com 3 anos e lhe foi perguntado:
-Você conhece esse mulher?
Seguindo a tradição de deixar Dona Lourdes de saia justa, o Kim olhou pra avó e disse:
-Não! não sei quem é!
E se virou e voltou a brincar!
Minha mãe que a essas alturas já nem mais estava de saia justa e sim de saia caída! olhou com um sorriso amarelo para a encarregada e disse:
-Ele esta brincando!
A moça tentou ser simpática e disse que não poderia entregar o menino se ele não a reconhecesse e coisa e tal.
Minha mãe já toda sem graça e sem mais saber o que fazer, só lhe restou dizer um tchau bem alto para o Kim, assim ele perceberia que ela estaria indo embora.
Nesse momento o garoto viu que a brincadeira ia lhe custar caro e resolveu dizer que a velha amarela era sua avó! Para o conforto de todos e alegria geral da nação!
Saias Justas com crianças são o forte da minha mãe!

Nas pontas vitima e criminoso

Semelhança comportamental

11 comentários:

Fernanda Iasi disse...

Dona Lourdes é praticamente uma santa! Sobreviver a tantos "anjos" assim não é pra qualquer uma! Bjo

♥ κєκєl ♥ disse...

tadinha hehehehehehe

Que sina a dela ter anjinhos em sua vida hehehehe

beijuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Edu disse...

Juro que pensei que a primeira saia justa tinha algo relacionado a seu irmão ter visto seus pais "lutando" felizes, noite adentro... :-)

Paulo Braccini disse...

kkkkkk ... acho o maior barato estas tiradas de fedelhos .... mas tb é só ... não sou daqueles q amam crianças ... rs ... ou melhor ... adoro crianças lá na casa delas e com seus respectivos genitores ... rs

Tá bom ... já abri meu guarda-chuva ... podem atirar as pedras ...

bjão querido ...

ps: estas fotos antigas são o must ...

HPSS - a magia da nova identidade disse...

Também achei que a tal luta era na verdade um rala e rola... É, sua mãe tá com lugarzinho guardado no céu.

Palavras Vagabundas disse...

Sua mãe é uma santa! Aguenta todas de vocês, rs
Perdi alguns amigos no chabu do blogger, por isso estou aí de novo.
bjs
Jussara

Inaie disse...

E a pobre da vizinha? perdeu a viagem?

Lobo disse...

Nossa, conheço uma pá de criança atentada que adora colocar os pais em saia justa... resquício de uma temporada dando aula para alunos do 6° ano hahaha

Beijo David! E melhor sorte pra gente!

o Humberto disse...

KKKKKKKKK, coitada da Dona Lourdes! Com todo respeito, eu matava seu filho na porta da escola, rs. Vai ver é por isso que já me mandavam ir e voltar sozinha da escola desde o prezinho.

David, assiste The Middle, cê vai adorar.

Abração querido!

Diogo Didier disse...

Olá amigo!
Meu blog está comemorando 1 ano de existência nessa segunda-feira, 23 de maio de 2011, e por isso pensei em fazer algo especial para homenagear essa data tão importante para mim. Por isso, quero saber o que representa para você a frase “SER FELIZ É SER LIVRE” que encabeça o meu blog. Pode ser um pequeno texto, uma simples frase, uma mensagem, um verso, uma palavra ou qualquer coisa que lhe venha à cabeça.
Por favor, não deixe de participar, pois a sua opinião é MUITO importante para mim.

Bjoxxxxxxxxxxxxxxxx no coração!

Palavras insensíveis ao tempo disse...

Estou adorando o Blog,
infelismente o conheci apenas hoje, mas já dei boas risadas para começar meu dia.
Um dia de muita paz!!