quinta-feira, 31 de março de 2011

Temporada de Provas

Devo informar que ficarei alguns dias sem postar, alias, ja deu pra perceber que estou escrevendo muito pouco.
O motivo:
Temporada de Provas 
Volto as postagens após o dia 15 de abril, ok?

Mas isso não me impede de passear pelos Blogs alheios!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Fia, a mãe McDonald's

Adoro ouvir historinhas no expediente da Câmara Municipal.
Ontem contaram me a historinha de Fia, uma cadelinha Pinscher, extremamente mimada por sua dona.
Fia tinha uma vida fácil, vivia o dia todo no colo de sua dona, uma senhora idosa, que encarava a canidea como uma filha. Onde a dona vai, tem que levar Fia, pois é impensável deixar sua filha fofa e latidora em casa. Isso causa um certo desconforto para os parentes, pois tem que encarar Fia como sobrinha humana, e vamos combinar, Fia não se comportava como uma humana simpática.
Um dia Fia começou a ficar barriguda, mas como? Fia não saia de casa, não poderia estar grávida, Fia era uma donzela virginal, sua dona preocupada com sua 'filhinha' levou-a ao veterinário/pediatra/psiquiatra para ver o que acontecia com aquela fofinha que latia para todos e que agora aparecia com uma barriga avantajada.
O Doutor examinou e concluiu que Fia estava sofrendo de gravidez psicológica, sim a cadelinha Pinscher, a filha querida e virginal, estava com uma gravidez psicológica.
Sua dona preocupada, não sabia como se comportar com tal noticia, mas teve que se resignar com tal fato, e deixou passar um tempo, calculando o que seria "saudável" uma gravidez canina.
Quando julgou que estava no tempo, foi a uma loja de brinquedos e comprou o seu neto e mais alguns brinquedinhos para sua fofa Fia.
Chegou em casa e mostrou para a futura mãe o que seria seu neto, a cadela olhou para o cãozinho de pelúcia e deu de ombros (ombros? figurativo, ok?) e não deu bola e saiu com seu barrigão psico de perto.
Frustrada a dona mostrou os brinquedinhos que havia comprado para sua Fia pra ver se ela se animava, no meio de todos as tranqueiras, Fia viu o que seria o seu lindo filhinho; Um hamburguer de borracha! foi paixão materna instantânea! Fia com a luz da maternidade acesa pegou seu filhinho e saiu para sua casinha, lambeu a sua cria e aninhou seu hamburguerzinho ao seu lado.
Hoje passado alguns meses, Fia defende de unhas e dentes seu lindo filhote, não deixa ninguem chegar na cama onde ela e seu Fio dormem.
 A dona agora passeia feliz com Fia e seu filhote que fica amarrado no pescoço dela. Ai de quem encoste no fio da Fia.
A familia? ta adorando o papel de ridícula da dona da Fia, pois ela conta para todo mundo que tem um netinho hamburguer.

Não, essa não é a historia da origem do McDonald's

Fia e seu Fio

quinta-feira, 24 de março de 2011

Me segurei demais

Nos últimos dias, mas com destaque para hoje, ouvi uma tremenda asneira de um mal gosto terrível. Uma  pessoa que se intitula "cristã", mas que de Cristã só tem o titulo, pois nem frequenta uma única igreja se quer, e deixa a Bíblia em cima de sua mesa e fica profetizando coisas a esmo sem o menor conhecimento de causa, começou a teorizar que todas as tragédias que andam acontecendo, não é nada mais nada menos que vingança de Deus, sim, vingança de Deus. pois tudo que aconteceu no Japão, aconteceu porque o Japão seria algo como Sodoma e Gomorra. Outras tragédias como as das chuvas do Rio de Janeiro e outras que ela citou, de um teor mais duvidoso ainda entraram no mesmo rol. Essas, ela disse ser inadimissível ser culpa de desmatamentos ou qualquer coisa similar, tudo é culpa dos pecados dos homens e que Deus avisou antes, mandou as pessoas marcarem com sangue a porta das casas dos que crêem nele e nada aconteceria. Essa louca disse tantos distemperos que preferi continuar tirando meus xeroquizinhos pra faculdade e fingir que nada acontecia.
Agora entendo porque o parceiro de sala dela fuma tanto, também aguentar uma torneira de asneira aberta no máximo, o melhor a fazer e tentar pegar um câncer com 2 maços de cigarros por dia.

Uma das frases que quase me fez pegar a maquina de xerox e atacar na cabeça dela:
-Hoje em dia com tantos crimes: Pedofilia, estupro, homossexualismo, assalto, prostituição, travesti, Deus tem que acabar com todos desse jeito mesmo!

Uma beleza de pessoinha. Burra, inculta, preconceituosa e ainda diz que tem um cachorro "Lavador"
Não falo quem é não!

terça-feira, 22 de março de 2011

Dia Mundial da Água


O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.
Ué? mas se dois terços do  planeta Terra é formado por este precioso líquido? por que tanta preocupação com isso? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). 
Cada dia que passa, a população no planeta aumenta e a quantidade de agua esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, veja , não vai acabar a agua, vai faltar agua para um consumo satisfatório para grande parcela da população mundial.

Por que foi escolhida esta data?
Foi nesta data que a ONU divulgou um importante documento com o nome de:

Declaração Universal dos Direitos da Água

Art. 1º – A água faz parte do patrimônio do planeta.Cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos. 
Art. 2º – A água é a seiva do nosso planeta.Ela é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano. Sem ela não poderíamos conceber como são a atmosfera, o clima, a vegetação, a cultura ou a agricultura. O direito à água é um dos direitos fundamentais do ser humano: o direito à vida, tal qual é estipulado do Art. 3 º da Declaração dos Direitos do Homem. 
Art. 3º – Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados. Assim sendo, a água deve ser manipulada com racionalidade, precaução e parcimônia. 
Art. 4º – O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos. Estes devem permanecer intactos e funcionando normalmente para garantir a continuidade da vida sobre a Terra. Este equilíbrio depende, em particular, da preservação dos mares e oceanos, por onde os ciclos começam. 
Art. 5º – A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim como uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras. 
Art. 6º – A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo. 
Art. 7º – A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada. De maneira geral, sua utilização deve ser feita com consciência e discernimento para que não se chegue a uma situação de esgotamento ou de deterioração da qualidade das reservas atualmente disponíveis. 
Art. 8º – A utilização da água implica no respeito à lei. Sua proteção constitui uma obrigação jurídica para todo homem ou grupo social que a utiliza. Esta questão não deve ser ignorada nem pelo homem nem pelo Estado. 
Art. 9º – A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social. 
Art. 10º – O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra. 


Hoje foi um post ecologico, ta bom que ando influenciado pelo meu tempo na faculdade!

terça-feira, 15 de março de 2011

Imaginar algo bom para acordar feliz!

Toda segunda feira, toca meu despertador,  eu abro só um olho pra localizar o inferno que resolveu invadir meus ouvidos com a musica "♪Vai trabalhar vagabundo, vai trabalhar criatura...♫" Coloco no soneca pra ganhar mais 10 minutinhos, mas bobagem! eu ja acordei, só não levanto!
Ai faço meu exercicio mental da segunda feira, pensar em algo legal pra motivar me a levantar mais felizinho, nem precisa ser algo fabuloso, pode ser uma coisa bobinha, tipo: - Opá!! sobrou um pedaço de bolo de chocolate, vou come-lo como cafe da manhã! (tá eu sei, pensamento de gordo). Ou então: -Obá, hoje eu vou comprar aquele par de tenis! Qualquer coisa serve!
Quando a idéia vem, eu levanto bem, mesmo sabendo que minha jornada será longa! O Clark não consegue entender esse meu bom humor matinal, alias meu bom humor matinal serve para varias coisas... se é que alguém me entende!


quarta-feira, 9 de março de 2011

Fazendo terrorismo com sua priminha

Patricia era a mais nova da nossa turma de primos, claro que sofria demais com a gente, ou a gente sofria com ela também. Mas nós (eu e Kátia) adorávamos fazer terrorismo com ela e era só vê-la sozinha que ja vínhamos com nossa ladainha de sempre. Começávamos conversar entre eu e a Kátia, veja, eramos muito malvados, tinhamos 11 ou 12 anos e a Patricia tinha 5 a menos, o assunto era que achávamos engraçado  não lembrar de ter visto nossa tia Mercedes grávida da Patricia, só lembravamos de te-la visto, já nascida, isso significava que a Patricia não era filha verdadeira., isso tudo falavamos, como se a Patricia não estivesse ouvindo. Não preciso dizer que a garota começava um berreiro gigante e que acabava chamando a atenção de minhas tias, levavamos broncas enormes e a Patricia era consolada imediatamente, ficava feliz, mas bastava minhas tias sairem, para a gente começar a dizer que era muito estranho a preocupação delas tentarem fazer a Patricia acreditar em ser filha legitima, o choro começava de novo, a história ia longe, acabávamos ficando de castigo por isso, mas sempre que dava fazíamos isso com ela.
Chegou um ponto que ela via a gente com um sorrisinho na cara, ja sabia que a gente iria começar a falar no assunto e já dizia: - Pode falar, eu sei que é mentira, eu sei que vocês querem me fazer chorar!
A gente, maléficos com sempre, ignorávamos sua frase e começávamos tecer nosso veneno, 5 minutos de historias triste de adoção ja fazia a garota entrar no berreiro. Ai começava toda a novela de novo, vinha minhas tias conversavam com ela, a gente ficava de castigo com aquele sorriso maldoso e a Patricia ficava ali, consolada mas com um elefante atras da orelha.
Fazíamos outras maldades com ela, certa feita, estávamos no sitio e eu encontrei umas frutinhas de passarinho que eram muito parecidas com a pimenta comari, o que eu fiz? peguei um montinho dessa fruta com uma mão e com a outra peguei umas pimentas comari e la fui eu procurar uma vitima, quem aparece na minha frente?  uma das minhas vitimas prediletas...  Patricia! Cheguei com a cara de anjo e disse: -Patricia! quer umas Mangabas? (criei o nome da fruta na hora ) Ela olhou pra mim e disse: -Isso é pimenta! eu como tinha separado as frutas disse: Olha eu vou comer também! e comi as frutas de passarinho e dei pra ela as pimentas comari. A coitada comeu. Gente quando ela comeu, instantaneamente eu me arrependi, ela começou a babar e gritar pois a pimenta começou a queimar muito. Eu tentei fazer tudo para passar, mas ela acabou indo parar na casa e todo mundo a socorreu  com leite e eu levei umas bordoadas do meu pai ( unica vez que meu pai me bateu ) e apanhei merecidamente!
Com todas as maldades que fiz com a Patricia, hoje somos absurdamente ligados, somos unha e carne, somos os primos confidentes, somos primos pra qualquer parada!
Ah! a Patricia é minha prima da Historia do Pé de Valsa

Esse gordinho ao lado dessa menina sorriso SOU EU!
Ela era tão fofa, mas a gente era cruel mesmo!
A gente sempre queimando o filme
A gente lindamente quarentões

sexta-feira, 4 de março de 2011

Acho que isso é elogio

Quando eu comecei a faculdade, as aulas ja estavam na segunda semana, ou seja, ja tinham formado alguns grupos de trabalhos, cujos quais eu nem sabia que existiam.
Fui abordado por um rapaz e ele me perguntou se eu ja tinha grupo, eu meio que aliviado com a esperança de ja ter a possibilidade de um grupo, logo me convidei, dizendo que não tinha.
O rapaz, aliviado também me confidenciou e disse: -Ufa! ainda bem, os velhos queriam que eu entrasse no grupo deles.
Eu dei risada e disse a ele que ele escolheu a pessoa errada, pois eu tambem era um velho.
O rapaz olhou pra mim e disse: -Não você não é velho!
Eu disse a ele: -Sim, eu sou velho, minha idade esta mais próxima a deles do que a sua!
Ele olhou pra mim, pensou um pouco e disse: -Mas você tem cabelo!
Dei risada da conclusão e deixei quieto. Formamos o grupo com mais 3 outros rapazes e estamos fazendo os trabalhos e pronto.
Ontem estava conversando com esse meu amigo, ele tem 21 anos e casado, sua esposa também esta na faculdade, mas em outro curso. Eu lhe disse que minha ex-esposa também esta na faculdade.
Ele se vira e me diz: -Você casou de novo?
-Sim. Eu respondi
- Sua esposa, não tem ciúmes?
-Esposo. Corrigi.
Ele olhou pra mim e me respondeu:
-Eu sabia! Eu falei pra minha mulher, um homem com 46 anos tão conservado assim, parecendo tão novo, ou é Metrossexual ou e Homossexual! se fosse heterossexual, estaria estragado igual aos véios da classe!
Eu achei engraçado, e pensei... acho que ele me elogiou.

Isso seria preconceito as avessas?

David Pan!
Modestia é o meu fraco!

Ainda bem que o Clark esta na mesma categoria!